Acabe com a sabotagem e alcance o sucesso!

Quem não quer sucesso, abundância, prosperidade? Pode ter certeza que se houver uma pesquisa, todo mundo, sem exceção, responderá que sim. Mas, a pergunta é: você está pronto(a) para o sucesso? Ou está no mundo da autosabotagem?

É interessante notar que, se você parar um momento para pensar na vida, em sua trajetória e ambições, sempre haverá uma resposta negativa. Mais ou menos como  “é, mas…”. Ou seja, é você mesmo(a) que está no meio do caminho atrapalhando o seu próprio sucesso.

O ponto positivo em relação a isso é que não é necessário se culpar. A tendência é se sentir mal por nada estar acontecendo da maneira desejada. Porém, e se você pensasse que essa sua tal de autosabotagem na verdade é o melhor caminho que seu inconsciente achou para resolver um problema antigo? Em outras palavras, não se castigue se você estiver se sabotando em alguma área (ou várias) da vida. O seu problema de agora tinha sido uma solução no passado.

Da mesma maneira, você também pode achar uma nova solução para o problema atual.

Pensar assim não lhe traz uma sensação de alívio? De que você não é culpado(a) e que pode resolver a situação?

Pois bem, como sair da sabotagem e alcançar o que deseja? Em primeiro lugar, o importante é admitir o estrago e tentar analisar o que está acontecendo. Como você sabe que está se sabotando? De que maneira? Será apenas você ou tem alguém no meio de seu caminho também, que esteja atrapalhando? Munido(a) de perguntas assim, talvez você chegue a entender melhor a situação.

As melhores perguntas a serem feitas nesse sentido são: 1) qual seria a desvantagem se você conseguisse o que quer? e 2) qual seria a vantagem em permanecer como está?

Não tente responder essas perguntas do ponto de vista racional e superficial. A primeira reação seria: não vai ter problema algum se eu conseguir o que eu quero! Vai ser incrível! Assim como está não dá mais! Etc.

Dá para você ler as entrelinhas e ir mais a fundo nessa resposta? Com certeza você encontrará a resposta para a sabotagem. De alguma maneira ela está te servindo, mesmo que ainda você não entenda como. Digamos que eu queira ganhar dinheiro. Essa é minha meta, bem clara e objetiva. Porém, eu começo a procrastinar, atrasar ou não fazer o que precisaria ser feito. Sinais claros de autosabotagem.

Nesse momento, é necessário entrar no sentimento. Nesse exemplo, eu então deveria me visualizar ganhando o dinheiro que eu planejo ganhar. Será que estou pronto, energética, emocional e até espiritualmente para viver bem com o dinheiro que eu quero? Pois então seria necessário eu fazer um “escaneamento” nos meus sentimentos e admitir com franqueza que talvez eu não esteja pronto.

E quais seriam as razoes? Podem ser inúmeras, mas todas se resumem em uma palavra: MEDO. É isso mesmo, eu, você, todos nós temos medo de sair da zona de conforto e entrar em uma situação desconhecida. Talvez se você ganhar o dinheiro que você quer, por exemplo, lhe cause constrangimento, novas preocupações e até motivo de inveja dos outros. Podem parecer motivos contornáveis, mas com certeza são eles que impedem de você alcançar o sucesso desejado.

Entre os tipos de medo existem dois mais comuns: o medo do fracasso e o medo do sucesso. Oras, o medo do fracasso é claro. Talvez você esteja inconscientemente se boicotando pois tem medo de que não dê certo. Porém, o maior medo é o medo do sucesso. Parece engraçado pensar nisso, mas é verdade. Imagine você novamente ao conseguir o que quer. Veja como se sente perante amigos, parentes, ou o medo de perder o que conseguiu ou até a ideia de perder a paz de sua vida atual. Se você conseguiu visualizar esse medo, parabéns. Você está um passo mais perto de resolver o problema da sabotagem!

O sucesso envolve um risco e pode ser que você ainda não esteja pronto(a) para enfrenta-lo. Mas, com alguns exercícios, é possível dominar essa fraqueza. Anote tudo o que poderia estar no meio do caminho: seus medos de sair bem sucedido(a), ou medo de dar errado, e também as inúmeras crenças que você possa ter, como por exemplo, o que sua família, irmãos, amigos ou sociedade em geral podem ter dito para você em relação ao que você pretende fazer e aonde pretende chegar.

Vamos ao exercício: não tenha pressa ou desespero em descobrir tudo ao mesmo tempo. Esse exercício é para ser feito um pouco todos os dias. Primeiro, diga em voz alta: “Eu estou com medo de conseguir terminar…(coloque aqui o que você quer fazer ou aonde você quer chegar) porque… (e deixe aberta essa lacuna para a resposta que vier)” Ao falar essa frase várias vezes, você chegará a vários medos que talvez estivessem antes ocultos.

Escreva então esses medos em uma lista. O melhor seria dividi-la em três: em uma coluna, liste todos os possíveis medos de que o seu desejo não dê certo. Na segunda coluna, liste os possíveis medos se o seu intento der certo. E em uma terceira coluna, veja se você está de alguma maneira se rebelando contra alguém. Por exemplo, se eu fizer isso vai ser bom para tal e tal pessoa, e no fundo eu não quero que tal pessoa saia beneficiada. Isso também é uma forte razão de sabotagem, que envolve raiva e ressentimentos.

Leia rapidamente a lista e agora fale em voz alta: “Eu tenho medo de sair bem sucedido e arrebentar”. Veja como isso vibra em você e dê uma nota de 0 a 10 (dez sendo um medo muito forte, e zero não interferindo em nada).

Com o foco nessa vibração do medo, então fazemos a EFT.

Ponto do caratê:

Mesmo que eu tenha medo do sucesso e de chegar a fazer o que eu quero, e é por isso que eu me saboto, eu ainda assim me amo e me respeito profunda e completamente.

Mesmo que eu tenha medo do meu sucesso, apesar de estar querendo sair bem sucedido eu não tinha percebido esse medo, eu ainda assim me aceito profunda e completamente.

Mesmo que eu tenha medo que o meu sucesso vá mudar a minha vida, eu ainda assim me amo e me aceito profunda e completamente.

Agora nos oito diferentes pontos:

Sobrancelha: eu estou com medo que dê certo

Lado do olho: lógico que assim eu vou sempre me sabotar

Embaixo do olho: medo que o que eu quero dê certo

Embaixo do nariz: lógico que eu vou me sabotar então

Queixo: lógico que eu vou procrastinar

Clavícula: talvez eles não gostem mais de mim se eu sair bem sucedido

Embaixo do braço: eu tenho é medo

Em cima da cabeça: e por isso eu me saboto

 

Agora, respire fundo e volte a falar em voz alta a mesma frase: “Eu tenho medo de sair bem sucedido e arrebentar”

Sente a vibração diferente? Pode ser que o medo esteja menor, pode ser que ele tenha aumentando. Sinta isso em você. Pode ser que alguma lembrança específica venha à cabeça, ou alguma pessoa ou situação. Ótimo também. Então, as frases devem ser dirigidas ao que veio. Se não, continue com essas frases:

 

Sobrancelha:  eu ainda sinto medo de que dê certo

Lado do olho:  lógico que vou continuar me sabotando

Embaixo do olho:  eu no fundo não quero que dê certo

Embaixo do nariz: alguém não vai gostar que eu me saia bem

Queixo:  lógico que assim eu vou me sabotar

Clavícula: tem gente que não vai gostar de mim assim

Embaixo do braço: eu próprio talvez não goste de mim assim

Em cima da cabeça: por isso eu me saboto, tentando me proteger

 

Esse exercício aos poucos vai lhe trazer mais calma e clareza. E, mais importante, as barreiras energéticas começam a ser quebradas. Essencial para então você chegar aonde quer.

Fale novamente a mesma frase em voz alta e veja como se sente agora. Se você estiver se sentindo mais positivo(a), então é hora de começar a brilhar. É a hora de vibrar o que você quer. Nesse momento, pode fazer, então, uma rodada com frases positivas:

 

Sobrancelha: ao mesmo tempo que eu queria que desse certo,

Lado o olho:  eu estava com medo

Embaixo do olho:  é tudo uma questão de me sentir bem

Embaixo do nariz:  e agora eu posso me sentir bem e seguro

Queixo:  fazendo o que eu quero

Clavícula:  eu posso brilhar e arrebentar

Embaixo do braço:  eu vibro o sucesso

Em cima da cabeça:  eu já consegui o sucesso

 

Feche os olhos e imagine você onde quer estar, com tudo dando certo. Consegue ver a diferença na vibração? O medo já foi embora? Não se preocupe se ainda tem medo. Lembre-se que a sabotagem existe para proteger. Caso ainda haja uma vibração negativa, enfatize mais as rodadas com o que você sente de medo e com os detalhes do que poderia acontecer de ruim.

Mas pode ter certeza: aos poucos seu quadro vibracional muda e você começa a andar cada vez mais rápido para chegar aonde quer. Parabéns.

 

Comentários