Se você vive nesse planeta, e em especial nos dias atuais, sem dúvida já passou por momentos de grande nervosismo. E por que ficamos tão nervosos? Sentimos-nos exaltados e nervosos como uma reação a situações fortes experimentadas na vida, que ficaram impregnadas em nossa memória inconsciente. Todo instante que lhe causa (ou que tenha causado no passado) espanto vai ser gravado em sua estrutura celular, seja no sistema nervoso, ou seja principalmente no sistema energético. E a reação é sentir-se nervoso ou apreensivo. Em poucas palavras, isso é medo. Não importa qual seja o motivo do nervosismo, a gente reage motivado a se proteger. Isso porque houve um evento passado quando a gente se sentiu ameaçado e sem saída. Agora, tudo o que acontece em nossa vida que venha a se assemelhar a isto, mesmo que inconsciente, já é motivo para ficar nervoso. A EFT, como técnica que trabalha o corpo e mente juntos, pode... Leia Mais
Somos tão consumidos pelos afazeres da vida que até nos esquecemos dela e de seu propósito em si. Onde está o sentimento de viver a vida em plenitude? Existe uma história antiga do Buda do Sol e o do Buda da Lua. O Buda do Sol vive por 1800 anos e o da Lua apenas por um dia e uma noite. E qual deles você quer ser? A resposta é que ninguém sabe e não dá para escolher. Você pode viver por muitos anos ou morrer amanhã. O importante é saber viver a vida com iluminação. O Buda é o iluminado e você também pode ser. Você pode viver cada instante de sua vida como se fosse o momento eterno e nada poderá impedir. O problema todo se resume a que nos deixamos levar pelos obstáculos no caminho. O caminho em si não é o problema, mesmo sendo esburacado. O problema está em nos deixarmos... Leia Mais
Muito se fala a respeito do poder da gratidão. Afinal, ser grato é a melhor coisa que existe. Tendemos a agradecer por aquilo que gostamos e supomos que será benéfico para nós, mas o que fazer com aquelas coisas que acontecem na nossa vida, e que a gente não gosta? E se você visse algo ruim como um aviso de que há algo em você, que está implorando por uma mudança? A vida está repleta de obstáculos. Adianta ficar pensando e remoendo na situação? Você já pensou em ser grato mesmo para os revezes da vida? Está na hora de mudar a rotação e partir para uma vida positiva. No fundo, tudo o que aparentemente é ruim, na verdade é uma lição. Um sinal que devemos ponderar sobre uma possível mudança. Talvez para ficarmos mais calmos, sem nos agitarmos tanto, sem ansiedade ou medo e assim deixarmos a vida fluir mais fácil. Comece, então, a... Leia Mais
Você sabia que um mal ou uma doença leva meses ou até anos para finalmente se manifestar no campo físico e ser perceptível? Pois é, muitas vezes não nos damos conta que nosso estado emocional, ou nossa maneira de reagir ao que nos rodeia, é o grande causador de nossos problemas. É por isso que a verdadeira cura tem que abordar tanto os sintomas físicos quanto nossas atitudes mentais e espirituais. A isso nós chamamos de Cura Holística. Essa palavra está na moda e vem do termo grego Holos, que quer dizer inteiro ou íntegro. Não adianta apenas olharmos uma parte de nosso ser, enquanto negligenciamos as outras. Para o bem estar e boa saúde, comece a olhar com carinho suas atitudes mentais, seu bom ou mau humor, sua reação aos acontecimentos ao redor do mundo, assim como sua capacidade de amar, a si próprio(a) e ao próximo, e também de ser amado(a). A EFT, como... Leia Mais
Depois dos primeiros quatros exercícios para ficar numa boa, agora apresento o quinto e último: Encontrar o Seu Caminho, ou Ter um Propósito na Vida. Se você ainda não viu os primeiros quatro passos, eu recomendo que dê uma olhada ali em meu canal do Youtube (clique AQUI), pois vale a pena. Esses passos são a Gratidão, a Aceitação, o Movimento e a Confiança. Hoje eu quero falar sobre o encontro com o seu caminho de vida. Muitas vezes, em nossos altos e baixos, nos vemos confusos e presos aos bloqueios. São os problemas, as divergências, as emoções conflitantes e as crises. E isso, com certeza, nos trazem desilusão e perda do propósito. Afinal, podemos nos perguntar: para quê mesmo eu vim a esse mundo? E no meio dessa confusão toda, como encontrar o propósito da vida? Aliás, eu tenho um curso específico sobre esse maravilhoso assunto. Ele se chama Acredite em Você... Leia Mais
Mais do que a fé propriamente dita, confiança é a certeza firme em dar o passo adiante. É a visão certa de que tudo vai dar certo. A fé, por si só, pode muitas vezes ser apenas uma esperança. Mas ela é muito mais do que isso. Ela é a confiança em si mesmo. O quanto você acredita em si? Ou será que você caiu na armadilha de se fazer de vítima, sem força para se levantar? Muitas vezes deixamos essa confiança de lado e não acreditamos que a vida dá certo. Por isso, o caminho é focar na solução e não no problema. E isso requer um exercício. Temos que forçar nossos veios neurais (na expressão simbólica do termo) a buscar uma boa maneira de ver o quanto confiamos em nós mesmos e o quanto acreditamos na solução. É aquela vontade de viver, banhada na confiança de que vai dar certo. Você talvez se lembre... Leia Mais
Nesse terceiro passo para se sentir bem, gostaria de falar de um tópico importantíssimo: o Movimento. Seja ele físico, na forma de exercícios ou articulações do corpo, seja ele psicológico, na forma de pensamentos vivos e ideais sempre acesos, o movimento impede a ferrugem, evita doenças e ilumina a vida. Por isso, eu lhe pergunto: o quanto você está aberto(a) para se movimentar e viver a vida? Com tantas notícias ruins e tanta violência, a tendência é desenvolver o medo e se fechar cada vez mais. Em poucas palavras, pode-se perceber o mundo como amedrontador, e isso paralisa. Como você está de cabeça? O quanto você se abre para o mundo e tem vontade de sair ao ar livre, respirar o ar puro, se movimentar? O importante é fazer o elo e o equilíbrio entre corpo e mente. Quanto mais você se movimenta no físico, melhor você fica de cabeça. Quanto mais você trabalha sua... Leia Mais
Continuando com a apresentação dos 5 PASSOS PARA VIVER BEM, hoje eu apresento o segundo passo, que é Aceitar-se. Se você ainda não viu o primeiro passo, que é a Gratidão, sugiro que também veja o exercício aqui nesse link. Auto aceitação é importantíssima na vida. É um conceito muitas vezes negado, talvez por questões culturais. A tendência é se rejeitar, como, por exemplo, “Como eu posso me aceitar se eu cometi esse erro?”. Ou talvez seja até uma questão do ego, como, por exemplo, “Como eu posso me aceitar se tenho 25 quilos a mais do meu peso desejado?”. Assim pensamos erroneamente que se eu aceitar essa situação, eu vou me acomodar e não vou mudar. E eu quero mudar! Mas é aí que está o segredo. Enquanto a gente nega, existe resistência. E a resistência impede a mudança. Ao passo que, no momento em que você se aceita como é, aí... Leia Mais
É normal termos nossos altos e baixos na vida. Nos sentimos bem quando estamos no alto e provavelmente nos sentimos arrasados quando estamos no fundo. Mas qual o ideal? Perfeito seria não se deixar levar nem pela felicidade, nem pela dor, nem sucesso ou fracasso. Ou seja, ótimo seria se seguíssemos o caminho do meio, que é o equilíbrio emocional. E como damos os passos para esse equilíbrio emocional? No processo da EFT ativamos nosso corpo físico ao mesmo tempo em que entramos em contato com as emoções. O físico é ativado através do tapping, ou seja, os leves toques em certos pontos energéticos da acupuntura. E o emocional através da conscientização do que acontece por dentro de nós. Essa combinação entre corpo e mente é o trabalho da EFT. Ela faz parte de um conjunto de técnicas da psicologia energética que estão na vanguarda dos processos de cura exatamente por isso. Dificilmente teremos benefício... Leia Mais
A todo momento estamos nos punindo por algo que achamos ter feito erroneamente. Pode até ser que tenhamos cometido uma imprudência. Na maioria das vezes, esse não é o caso. É provável que tenhamos feito o melhor que poderíamos ter feito na situação. Mas vale a pena manter o sentimento de culpa, como se fosse uma forma de autopunição? A culpa nos prende ao passado, nos mantendo no martírio para supostamente pagar por um erro cometido. Ao invés disso, o ideal seria o erro passado nos servir de aprendizado. Eu posso ter errado, e então posso aprender com o erro, e seguir minha vida, agora de maneira mais sábia. Mas infelizmente essa não é nossa atitude costumeira. Ficamos presos ao sentimento da culpa e não evoluímos com isso. Pelo contrário, a tendência é carregar esse peso da culpa por boa parte da vida. E o que ganhamos com isso? Com certeza não é aprendizado, mas sim... Leia Mais