Estamos sempre à busca de uma cura, ou melhor, solução, a algum problema que nos aflige. Quando ouvimos a palavra “cura” automaticamente a relacionamos com algum problema de saúde ou doença. Mas aqui eu me refiro a essa palavra em um sentido mais amplo. Seria como uma “solução” aos nossos problemas, não importa em que área da vida. Existem  três áreas básica que compõem nossa vida: 1) a área da saúde e tudo o que se refere a ela no campo físico, mental e espiritual. 2) a área dos relacionamentos, seja um relacionamento amoroso, um relacionamento social, ou com o mundo ou, principalmente, com a gente mesmo. 3) a área do dinheiro, que além de ser a moeda de intercâmbio, o dinheiro é a energia que nos mantém em conforto e nos nutre. De acordo com a EFT, que tem suas raízes na Medicina Tradicional Chinesa, quando há um problema em alguma dessas... Leia Mais
Nessa época em que todos falam de crise (por sinal, desde o começo da história, a gente adora falr que está em crise) eu pergunto: Qual a sua reação quando pensa em dinheiro? Não importa se você tenha muito, pouco ou até nenhum dinheiro. O que vem atrelado a esse item tão essencial para a vida é segurança ou desespero! Talvez sua reação seja bem negativa, com todas as preocupações que o dinheiro traz. É uma reação um tanto natural, pois sempre existe o medo do que pode acontecer se me faltar o dinheiro. Eu preparei um exercício de EFT para ajudar a tirar esse peso forte que carregamos, especialmente naquela questão de: “Eu não vou ficar tranquilo até conseguir resolver meu problema financeiro.” No entanto, o mais interessante é constatar essa grande falácia, pois pode-se resolver o problema muito mais facilmente quando há tranquilidade e serenidade. Mas em nossa cabeça fica a ideia, se... Leia Mais
Você se sente como se estivesse se boicotando? Algo impede de ser quem de fato você pode ser? Algo te deixa bloqueado(a)? Sem auto confiança e sem acreditar em seu potencial? Pois é, você não está sozinho(a) nessa história. De certa forma, todos nós temos nossos altos e baixos e não conseguimos dar o máximo, por mais que tentemos. E chega ao final do ano você começa a refletir, talvez querendo descobrir o que está te prendendo ou o quanto está perdendo. Com isso vem as inevitáveis crises: de culpa, de tempo perdido ou até de desespero. Tudo porque você acha que está desperdiçando tempo e energia e não consegue mostrar seu brilho e potencial. Eu digo “você acha” porque no fundo você tem um brilho próprio, mas não consegue reconhecê-lo agora. Isso porque você criou uma autoimagem que talvez não reflita quem você é de verdade. Uma autoimagem baseada em uma autoestima... Leia Mais