Eu imagino sua frustração. Eu já passei por isso e sei como é. A gente tenta tudo o possível e imaginável para melhorar de vida, sair do buraco, mas sempre se depara com grandes bloqueios.

São muros altos e grossos que impedem nosso caminho adiante, e por isso ficamos frustrados. Por mais que você tente, se depara sempre com um muro. Assim como eu me limito ao meu muro, você também deve ter o seu.

Eu sei que se a consciência muda, tudo muda. Esses muros ficam fáceis de serem superados e seu caminho fica tranquilo.

E o que seriam esses muros? São os conflitos em nossa cabeça, mais especificamente os medos e crenças, que resultam na autosabotagem.

O medo pode ser dividido em medo do fracasso, que é bem claro: eu tenho medo de dar o passo adiante, de ser audacioso. Pode ser que dê errado e aí vêm as inúmeras desculpas: eu vou sofrer, vou perder mais ainda, vou receber bronca, etc.

E pior ainda é o medo do sucesso. Esse tipo de medo fica mais escondido dentro de nós. É algo muitas vezes inconsciente, como: se eu prosperar e der certo, eu vou ter tanto trabalho e não vou mais ter tempo livre para ficar com a família, as responsabilidades vão aumentar, alguns amigos podem ter inveja e assim por diante.

Isso para não falar das crenças. A mais comum é pensar, no inconsciente, de que “eu não mereço”. Isso muitas vezes não é assim explicito. Pode ser um pensamento como, eu não sou capaz, outros são melhores do que eu, eu só faço tudo errado mesmo, tenho que sofrer, etc.

Outra crença muito comum é reclamar das circunstâncias externas: é a crise, a culpa é do governo, todo mundo está sem dinheiro…

Outro bloqueio é sentir que ainda não está pronto. Você quer prosperar na vida, mas algo lá dentro te diz que ainda não é a hora, e então você deixa pra depois. Esses pensamentos assim levam à procrastinação.

Como podemos, então, romper com todos esses bloqueios?

A melhor maneira é perguntando francamente: você está pronto para acabar com os bloqueios?

É bem provável que, externamente, você diga que sim, que quer. Mas querer e estar pronto são duas coisas bem diferentes.

A ideia é permitir, ou melhor, fazer com que a prosperidade comece a fluir de maneira natural em você. E como isso? Apreciando, festejando, vendo com bons olhos tudo o que possa ser prosperidade para você. Mesmo que você AINDA não tenha tanta prosperidade.

É bem provável que se você almeja aumentar sua prosperidade, é porque esteja vibrando e só pensando no lado contrário, ou seja: eu não tenho, eu preciso, eu não sei como conseguir, e assim por diante. Se o foco é na escassez, como é possível você relaxar e poder apreciar a fartura em toda a parte? Aposto que nem consegue ver, não é mesmo?

Pode começar com as pequenas coisas. Comece a festejar cada passo percorrido, mesmo que seja apenas um centímetro. Comece a festejar a riqueza nos outros (sim, aprecie a riqueza alheia), a riqueza da natureza, a riqueza no mundo.

A energia da prosperidade está em toda a parte, só que devido à nossa vibração negativa, não conseguimos percebê-la. O importante agora é mudar a sintonia.

Pode ter certeza, ao festejar e apreciar a riqueza à sua volta, você muda a sua vida.

Talvez você se pergunte se isso não seria ser cobiçoso demais, afinal você ainda não é próspero. Eu lhe digo, não se preocupe.

É uma prática, que você se fortalece com ela. Comece a partir de agora a observar e se sentir bem em meio a tanta riqueza. Mesmo que ela pertença a outros, você muda sua vibração.

Convido você a fazer esse exercício de EFT. Afinal, é uma prática. Assim como você pode ir a uma academia para fortalecer os músculos, você pratica a visão apreciativa da prosperidade e fortalece a sua vida cheia de abundância.

 

 

 

Comentários