Se você vive nesse planeta, e em especial nos dias atuais, sem dúvida já passou por momentos de grande nervosismo.

E por que ficamos tão nervosos?

Sentimos-nos exaltados e nervosos como uma reação a situações fortes experimentadas na vida, que ficaram impregnadas em nossa memória inconsciente.

Todo instante que lhe causa (ou que tenha causado no passado) espanto vai ser gravado em sua estrutura celular, seja no sistema nervoso, ou seja principalmente no sistema energético.

E a reação é sentir-se nervoso ou apreensivo. Em poucas palavras, isso é medo. Não importa qual seja o motivo do nervosismo, a gente reage motivado a se proteger. Isso porque houve um evento passado quando a gente se sentiu ameaçado e sem saída. Agora, tudo o que acontece em nossa vida que venha a se assemelhar a isto, mesmo que inconsciente, já é motivo para ficar nervoso.

A EFT, como técnica que trabalha o corpo e mente juntos, pode tirar essa dor de nossa mente e de todo o sistema nervoso, além de anulá-la na memória celular.

Por isso eu advogo tanto a técnica da EFT. Quando se está muito nervoso e cheio de estresse, a EFT pode ser de ótima serventia.

O melhor, sem dúvida, é ir evento por evento do passado e, um a um, “limpá-lo” através dos exercícios da EFT. Para isso eu recomendo aprender a EFT mais a fundo em um curso ou se submeter a algumas sessões com um profissional especializado.

Eu gostaria que você me acompanhasse no exercício do vídeo abaixo. Não é um exercício profundo e específico, mas nos ajuda a abaixar o nível de nervosismo do momento.

Aproveite!

 

 

 

Comentários