Como parar de fumar (e outros vícios)

 

Você quer parar com seu vício e não consegue?

parar-de-fumarVocê já ouviu falar sobre a “dependência emocional”? Mais do que a dependência química (no caso do cigarro é a nicotina), a dependência emocional cria dúvidas, obstáculos, provocações, compulsões e emoções que fazem com que livrar-se do vício seja uma enorme batalha, muitas vezes perdida.

A EFT é uma ferramenta muito simples e rápida para tratar essas emoções. Pode-se argumentar que o corpo já está dependente da substância química, e que a EFT nesse caso pouco ajudaria. No entanto, o que o corpo precisa é uma maneira suave de fazer essa transição, tirando não só o estresse da falta da nicotina como também o estresse do dia a dia em geral, que é o grande provocador de se manter o vício.

Podemos dizer que os obstáculos mais comuns enfrentados por quem quer parar de fumar são:

Fraqueza em acreditar em si mesmo(a) como capaz de abandonar o vício.

Fraqueza em realmente querer abandonar o vício.
Estar muito ansioso(a) para querer abandonar logo o vício.
Motivação fraca, com pouca auto confiança.
Quando há recaída, sempre há desgosto e ressentimento.
Vida vazia ou sem graça.
Muito estresse.
Problemas antigos mal resolvidos, principalmente na família.
Fraqueza em conseguir tratar com a compulsão.
Rebeldia e querer ser do contra.
O cigarro é visto como um amigo fiel.
Percepção fraca do nível de estresse.
Inúmeras desculpas a si mesmo(a).
Essas e tantas outras razões de auto-boicote.
Já deu para ter uma ideia de como a situação pode ser complexa? Eu já presenciei muitos casos que houve mudanças quase repentinas ao se usar a EFT. Mas também já vi muitos outros casos em que o buraco é mais embaixo. E você? Como você se vê perante o seu vício?

Por favor, tente pensar na ideia de parar de fumar e veja o que vêm à sua mente. Escreva todas as dúvidas, provocações, emoções, obstáculos e receios que você possa ter em relação a querer parar de fumar.

Antes de começarmos a utilizar a EFT especificamente para as questões emocionais mais profundas, apresento aqui algumas dicas de exercícios preliminares que são essenciais para o sucesso de sua empreitada:

O quanto você acredita que pode largar o vício?

Tente dar uma nota, de 0 a 10. Se a nota for menor que 7, sugiro você fazer a EFT para esse fim específico. Como? Pode começar com a frase simples: Mesmo que eu não acredite muito que eu seja capaz de parar de fumar, eu me amo e me aceito profunda e completamente. Faça esse exercício por alguns dias e veja o que acontece.

Pode surgir uma mudança no pensamento, onde você se determina a de fato largar o vício. Ou pode ser que você ainda esteja reticente. Nesse ponto, então eu sugiro você fazer perguntas, tais como: Por que eu não acredito que eu possa largar o cigarro? O que estaria me prendendo a manter o vício? Etc.

Para cada resposta que você tiver a essas suas perguntas, faça a EFT tentando saná-las.

O quão motivado(a) você está para largar o vício?

Tente dar uma nota, de 0 a 10. Se a nota for menor que 7, é um sinal que você não está pronto. Escreva uma lista com o que você acha que seriam razões claras para você largar o cigarro. Dê uma nota para cada uma delas, e faça a EFT para cada uma, tentando se motivar mais por elas.

Estabeleça uma data para largar o cigarro.

Uma vez com a data estabelecida (preferencialmente marcada em uma folhinha na parede), note o seu nível de ansiedade à medida que a data se aproxima. Faça a EFT para isso também. Como? Mesmo que eu esteja assim porque a data está chegando e eu vou ter que largar o cigarro, eu me amo e me aceito profunda e completamente.

A intenção é estrar em paz no momento que você for largar o cigarro. Se houver alguma ansiedade a esse respeito, veja qual seria a razão. E para cada uma dessas razões, pode ser feito um exercício específico de EFT.

Você já pressente que haverá provocação de ordem física quando parar de fumar?

Além de recomendar fazer a EFT para isso (Mesmo que eu ache que vou passar mal por falta do cigarro, eu procuro agora me centrar mais em mim e encontrar maior valor em mim, ou a frase que se encaixar melhor a você), eu recomendo também tomar muita água.

Um dos grandes problemas ao se parar de fumar é que a provocação emocional continua, e é por isso que muita gente começa então a comer mais do que antes, por exemplo. Isso quer dizer que o vício continua, apenas troca de nome!

Ao invés disso, sugiro que toda vez que você quiser sentir algo na boca, que busque um copo d´água. É uma maneira salutar de fazer essa transição para a liberdade do vício.

Faça uma lista de tudo o que possa estar provocando-o(a) para continuar fumando.

Podem ser sensações, lembranças de estar com alguém, sentimento de independência (parece cômico, mas é isso mesmo: apesar do fumante ser um dependente, ele se acha independente pelo fato de fumar!), o estresse do dia, a sensação de fumar no momento de sair de casa, o momento de estar com amigos, depois do cafezinho, da refeição, etc.

Uma vez com a lista pronta, dê uma nota para cada item e faça a EFT para cada um deles, até a sensação diminuir.

O que você estaria disposto(a) a adicionar em sua vida quando largar o cigarro?

Esse é um ponto bastante importante. Uma vez que o vício é sintoma de um problema emocional, é muito comum adotar um novo vício quando se larga o vício do cigarro.

Portanto, veja o que você poderia começar a fazer de diferente em sua vida. Pode ser algo pequeno, nos momentos que começar a querer ter uma recaída, ou pode ser algo que exija maior empenho seu. Mas uma mudança na rotina ajuda bastante: coisas como uma boa leitura, caminhadas, andar de bicicleta, respirar ar puro, por exemplo.

De novo, caso você não tenha ímpeto para nada, é hora de perguntar o que estaria no caminho. E fazer então a EFT para desobstruir esse impedimento. Começar a fazer exercícios talvez seja a maneira mais eficiente para uma mudança de rotina.

Já chegou o dia de parar? E como está se sentindo?

Preste bem atenção em seus sentimentos, e limpe tudo o que possa estar obstruindo a sua paz e tranquilidade através dos exercícios de EFT. Já está na hora, também, de implementar algumas afirmações positivas durante a EFT. Podem ser algo como:

Mesmo que eu ainda não esteja completamente livre do meu desejo de fumar, eu já me sinto bem melhor, já posso respirar melhor e encher meus pulmões e minha vida com ar puro. Eu estou feliz por essa conquista, por eu estar livre agora.

E se eu tiver uma recaída?

Não espere fazer a EFT apenas na última hora, quando você já estiver acendendo o cigarro. Isso dificilmente irá funcionar. Por isso, o ideal é sempre fazer a EFT como reforço constante, para que não haja esse momento de queda.

No entanto, se houver, o quanto você está preparado(a) para se recompor da aparente queda? Ficou desanimado? Culpando-se? Acha que não tem mais jeito? Tudo isso é motivo para um pouco mais de EFT.

Parece bastante coisa? Bem, não desanime, pois tudo isso pode ser feito em questão de poucas semanas ou até mesmo dias. Vá limpando todos os seus medos, dúvidas e obstáculos em relação a parar de fumar. E quando menos você espera, você já está livre do vício!

Não precisa fazer a EFT durante muito tempo, mas eu aconselho a fazer pelo menos uns dez minutos, três vezes por dia. Com isso já é possível você tratar muitos itens que descrevemos acima.

Como eu disse no começo do artigo, é possível que o vício seja uma dependência de traumas e problemas emocionais mais profundos. As dicas que eu apresentei aqui são de uma natureza mais pontual e externa. Ainda assim, se os exercícios forem bem aplicados, é possível obter ótimos resultados para se livrar do vício.

Se você acredita que há problemas pessoais mais sérios que o impedem de avançar nesses exercícios, e que você não está conseguindo progredir sozinho, aconselho então a procurar ajuda de um profissional de EFT para fazer algumas sessões pessoais. Ou também, uma boa solução seria fazer o curso. Maiores detalhes aqui.

Comentários