Como resolver um medo ou fobia com a EFT

relativamente fácil tratar qualquer medo ou fobia com a EFT. Não importa qual seja o nosso medo, ele está ligado a uma carga negativa em nosso organismo. Uma vez liberada essa carga, o resultado é a anulação do medo. Podemos citar:

• Medo de baratas, ratos, cobras ou outros animais.

• Medo de andar de elevador.

• Medo de falar em público.

• Medo de andar de avião.

• Claustrofobia.

• Medo de dentista.

• Medo de altura.

• E muitos outros.

Fobias podem nos debilitar e limitar muito nossa vida diária. Diferentemente de apenas uma certa repulsão, a fobia nos deixa fora do controle e pode até ocasionar efeitos colaterais físicos e enorme estresse.

Muitas fobias estão relacionadas a traumas passados, que são a verdadeira causa para a persistência do problema. Com a EFT podemos identificar esses temas originais e desmascará-los. Uma vez feito isso, o medo perde sua força.

Determinar essa raiz do problema é a chave do sucesso para o tratamento com a EFT. Na maioria das vezes, não estamos cientes de como a fobia começou. Ou se estamos, não damos muita importância.

A melhor maneira de começar a tratar uma fobia com a EFT é indo com cautela, sem entrar diretamente na ferida. É um trabalho preliminar. Devemos fazer o setup básico e genérico. Muitas vezes temos o pavor de ouvir falar e mencionar o problema. Portanto, é melhor começar de maneira mais branda.

Podemos começar usando frases que mencionam por alto que temos medo, ou que certas coisas nos deixam com medo. Isso já é o bastante pra causar um bom efeito. É a fase de aquecimento. Não julgue os seus pensamentos, mas esteja atento(a) para o que surgir à mente. Preste atenção às sensações e sentimentos que aparecerem e nunca tente ir ao fundo se sentir desconforto. A EFT é uma técnica sem dor, ela é feita de maneira confortável e elegante.

Também, não tente formular uma frase para a aplicação da EFT baseada no que você acha que deveria falar. Fale apenas da maneira como você está se sentindo na hora, com veracidade. Mesmo que os pensamentos e sentimentos da hora possam parecer tolos, fale-os durante a aplicação, com veracidade e franqueza. Não deixe se levar pela razão. A EFT trabalha com o inconsciente e os sentimentos de lá irão brotar em sua mente quanto menos você espera. Seja honesto(a) e preste atenção no que aparecer, mesmo que seja algo aparentemente tolo como, eu não acredito que esse negócio vá funcionar.

Esse trabalho preliminar deve tratar apenas esses pensamentos do momento. Essa é a chave para se aproximar da fobia sem criar uma resistência ou estresse desnecessário. Faça a EFT dessa maneira até se sentir calmo(a) e confiante. Isso é essencial. E isso pode levar algum tempo. Tenha paciência. Se isso não for bem feito, a reação mais tarde, quando tratarmos da fobia em si, será um travamento geral.

Em alguns casos, a fobia poderá desaparecer em poucas rodadas apenas. No entanto, na maioria das vezes é necessário fazer bastante até que possamos transformar a fobia em uma energia positiva. A EFT não irá anular a memória do evento que possa estar causando a fobia, mas sim vai eliminar a reação negativa em relação ao evento ou ao medo em si.

O segredo está em se deixar entregar, se soltar, e liberar o medo e sua resistência. Se você tem um medo que quer se livrar, qual seria?

Pense em quanto tempo você tem vivido com esse medo. Quais são os sentimentos em torno dele? Podem ser sentimentos de ira, tristeza, incapacidade, traição, etc.

O que você falaria para si quando quisesse largar esse medo? Existem coisas que você sempre quis dizer , mas nunca conseguiu verbalizar?

Vamos à prática:

Ponto do caratê:

Mesmo que eu tenha esse medo de ______, que não me deixa______, eu me aceito profunda e completamente.

Mesmo que eu evite fazer certas coisas por causa do medo, eu escolho ir no caminho de alcançar o que eu quero.

Mesmo que eu faça certas coisas apenas para evitar confrontar com meu medo, posso escolher livrar-me do medo e seguir em frente com confiança.

Seqüência:

Sobrancelha: estou preso(a) a esse medo já há muito tempo.

Lado do olho: esse medo me prende e eu não sei como me livrar dele.

Embaixo do olho: sempre evito fazer certas coisas por causa desse medo.

Embaixo do nariz: esse medo é um peso para mim.

Queixo: o medo toma conta de mim.

Clavícula: esse medo afeta minha auto-confiança.

Embaixo do braço: eu já tenho esse medo há muito tempo.

Topo da cabeça: eu posso lidar com esse medo quando estiver pronto(a), com coragem e confiança.

Sobrancelha: sei que esse medo quer me proteger de alguma coisa.

Lado do olho: ele já me protegeu uma vez.

Embaixo do olho: e eu me escondo atrás desse medo há muito tempo.

Embaixo do nariz: escolho me livrar do medo porque agora ele já não me ajuda mais.

Queixo: eu reconheço como esse medo me protegeu no passado.

Clavícula: por causa dele eu me conheço melhor.

Embaixo do braço: tenho medo porque eu penso que alguma coisa vai acontecer.

Topo da cabeça: eu vou encarar esse medo quando estiver no momento.

Sobrancelha: escolho ter calma, coragem e confiança sobre isso.

Lado do olho: sei que o medo vem de um pensamento e eu tenho a habilidade de mudar meus pensamentos.

Embaixo do olho: sei que posso fazer isso se quiser.

Embaixo do nariz: sei o que tenho que fazer para estar seguro.

Queixo: estou aberto(a) para mudar.

Clavícula: vejo isso como um desafio.

Embaixo do braço: escolho poder mudar aquilo que já não serve mais para mim.

Topo da cabeça: escolho me livrar do medo quando estiver pronto(a).

Esse é um exemplo bem genérico de como podemos tratar o medo. No momento que você se sentir mais confiante e aliviado(a) em relação ao sentimento geral, então você poderá passar a tratar o medo de maneira mais específica. Nesse momento esteja atento (a) a qualquer lembrança que possa surgir, em especial a algum trauma passado que possa ter causado essa fobia. Se sentir desconforto em tratar o trauma, que é a raiz do medo, não insista. Continue de maneira genérica até se sentir confiante. Tenha paciência. Pode levar um pouco mais de tempo, mas será bem mais seguro.

Comentários