EFT para medos e fobias

O medo está presente em todos os momentos da vida. Do ponto de vista positivo, ele serve para proteger-nos de situações perigosas. Do ponto de vista negativo, ele nos limita e prende.

Minha experiência em tratar inúmeros pacientes é que existem dois tipos de vítima do medo: Quem adquiriu certo medo devido a um trauma específico, mas que gozava de vida normal anterior a esse evento, tende a superar o medo de uma maneira relativamente mais fácil e rápida com a ajuda da EFT.

No entanto, existe outro tipo de vítima do medo, que se submeteu e ainda se submete a inúmeros ataques e investidas, pressentindo sempre o perigo. Essa pessoa sofre constante pânico e já desenvolveu sua identidade pessoal como vítima de fobia. A EFT também é ótima ferramenta para esse caso. No entanto, requer uma dedicação mais profunda e persistência no tratamento.

Em ambos os casos, a prática com a EFT é semelhante. O importante é entrar em contato consigo mesmo(a) e “limpar” energeticamente qualquer sensação relacionada ao medo.

Tente listar todos os seus medos, e trabalhe-os (com a EFT) um a um. Para quem sofre de ansiedade generalizada, recomendo ir com calma, anotando sentimentos e emoções, relacionando-os com eventos, e também trabalhando aos poucos, um por um.

Para cada item, entre em contato com a sensação. Por exemplo, se você tiver medo de falar em público, tente visualizar uma situação assim e veja como você vibra em relação a isso. Conecte-se a essa vibração, avalie quão forte ela é em si, e então execute a EFT, fazendo o tapping (batidas) nos diferentes pontos.

É importante ficar atento se, ao conectar-se com essa vibração, aparecerem sentimentos fortes, lembranças específicas ou até sintomas físicos, como, por exemplo, um nó na garganta. Deve-se fazer a EFT, então, para o que aparecer.

Depois de algumas rodadas, pare e reavalie a situação. Não se preocupe se aparentemente não houver mudança alguma. Talvez haja alguns detalhes a mais que você não tenha conseguido decifrar durante o exercício. Eu aconselho continuar e persistir, pois quando menos você espera, você será outra pessoa. Falo isso por experiência própria.

 

 

 

Comentários