Como melhorar os relacionamentos com a EFT

A “Relacionamentos” refiro-me tanto entre um casal quanto entre membros da família, de uma comunidade ou de negócios.

 

O maior problema quando há conflitos de relacionamentos é que nunca nos responsabilizamos pelo que fazemos. Colocamos sempre a culpa em algo externo ou, em especial, na outra pessoa. Apesar de buscarmos a culpa lá fora, mal sabemos que os conflitos surgem devido a algo que já existe dentro de nós. E se nos exaltamos em uma situação, é porque tocamos em alguma ferida dentro de nós mesmos.

Primeiro temos que olhar para nós mesmos. E com a EFT é possível limpar os problemas internos. Assim, da próxima vez que surgir algum fator externo que provoque um atrito de relacionamento, não teremos mais motivos para nos exaltar.

Ao invés de um culpar o outro, precisamos ser responsáveis pelos nossos próprios sentimentos. Se há algo dentro de nós que nos faz explodir, então vamos descobrir o que é. Lógico que é mais fácil pensar que são os outros que precisam mudar e não nós. Tentar mudar esse padrão é um desafio, e com certeza encontraremos muita resistência.

Quando duas pessoas têm problemas de relacionamento, podem surgir tensões que explodem de uma hora para a outra. Não há tempo de avaliar e raciocinar o que fazer. pois nos esquentamos imediatamente e nos convencemos que estamos certos. É uma luta que não queremos sair perdendo. Mas o correto é que os dois lados saiam ganhando e ninguém seja o perdedor.

Antes que isso volte a acontecer, podemos analisar o que acontece dentro de nós. Vale perguntar o que tenho dentro de mim que faz com que o outro me rejeite. Nesse momento, tantos pensamentos irão surgir. Pode ser que estejamos fazendo uma ligação entre nossa reação a isso com alguma rejeição do passado. E por isso estouramos.

Enfim, com a EFT podemos tratar a cada um desses pontos. Começando por tomar a responsabilidade para os problemas. Isso não quer dizer que você esteja errado e o outro certo. Mas cada um deve fazer a sua lição de casa.

Fique atento para tratar cada aspecto com a EFT de maneira separada. Após sentir que todos os aspectos foram tratados, então as duas pessoas podem se reunir (pressupondo que os dois tenham trabalhado com a EFT separadamente) e serem francos, expondo seus pontos de vista. Não haverá mais pontos nevrálgicos para estourar.

A EFT pode eliminar a carga pesada e com ela os motivos para se exaltar em uma próxima discussão. Trate cada ponto específico para então poder acabar com toda a estrutura.

A partir daí, a situação não irá parecer muito pesada. Será mais fácil de controlar.

Outro ponto bastante importante é saber respeitar os limites de cada um, especialmente quando se trata de um casal.

 

Vamos à prática?

Vamos detectar nossos vícios de comportamento. E eles se baseiam em emoções muito fortes que carregamos do passado, como medo de abandono ou de rejeição. Os exemplos de EFT a seguir são apenas uma introdução. À medida que for se aplicando com a EFT, fique atento(a) quando forem ficando mais claros os diferentes vícios de comportamento.

 

1.

Um exemplo pode ser que o(a) parceiro(a) me deixa agitado(a) com seu comportamento que me faz lembrar certa pessoa indesejável do passado, que me menosprezava.

Seu objetivo a esse respeito deve ser se sentir tranqüilo(a) e não mais menosprezado(a), deixando de fazer uma ligação com o passado. Faça então a seqüência da EFT:

Caratê:

Mesmo que (nome da pessoa) me deixe agitado(a), fazendo me lembrar do menosprezo que (nome da pessoa do passado) tinha comigo, eu me aceito profunda e completamente.

Repita essa frase três vezes enquanto bate no ponto do caratê.

Rodada: Bata nos oito pontos da seqüência (sobrancelha, lado do olho, em baixo do olho, em baixo do nariz, queixo, clavícula, em baixo do braço e topo da cabeça) dizendo a frase:

Ele(a) me faz lembrar o menosprezo que (nome da pessoa do passado) tinha para comigo.

Agora, teste a si mesmo: Estou tranqüilo quando ele(a) me fala dessa maneira? Lembro-me ainda do fulano que me menosprezava?

Se ainda houver algum sentimento negativo a respeito, continue fazendo a EFT até que o sentimento desapareça. À medida que for fazendo, é provável que apareçam muitas outras lembranças e aspectos. Preste atenção a cada um e trabalhe em todos até que se sinta mais leve.

 

2.

Outro exemplo é quando nos sentimos magoados por causa do(a) parceiro(a). Isso pode muito bem ser algum tema mal resolvido do passado que necessita de atenção.

O ideal é ter claro com quem, quando, como e onde foi que você se sentiu magoado(a). Se for possível ser assim mais específico, melhor. Nesse caso, a aplicação da EFT seria assim:

Caratê:

Mesmo que fulano (lá do passado) tenha me feito (isso e aquilo), eu escolho ficar em paz e me amar assim mesmo.

Rodada:

Fulano me fez isso. (varie a frase com tudo que venha à cabeça a esse respeito)

Faça a EFT até conseguir uma nota baixa (na escala de 0 a 10) em relação ao sentimento para com fulano do passado.

A partir daí, veja se, ao lembrar de algum incidente recente com o(a) atual parceiro(a), a emoção continua a mesma. Se o sentimento está nulo, ótimo. É muito provável que você não se sinta mais magoado(a) em relação ao parceiro(a). Se o sentimento ainda persiste, tente descobrir ainda alguma outra causa ou aspecto para ele. E faça EFT para isso.

Se você não conseguir uma lembrança específica do porquê de se sentir magoado(a), então faça a EFT de uma maneira genérica. Pode ser que algo específico venha à tona. E mesmo que não venha, a simples rodada genérica da EFT será de validade.

Caratê:

Mesmo que eu me sinta magoado(a) por causa dele(a), eu escolho me sentir bem e me amar profunda e completamente. (repetir três vezes)

Rodada:

Eu me sinto magoado(a) por causa dele(a). (bater em cada ponto da rodada)

 

3.

Outro exemplo poderia ser quando temos dificuldade em dizer não e estabelecer certos limites.

Caratê:

Mesmo que eu tenha dificuldade em dizer não, eu me amo e me aceito profunda e completamente.

Rodada:

É muito difícil eu dizer não.

Faça até se sentir seguro de que pode dizer não. Depois, faça a si mesmo um teste, completando essa frase:

Se eu for capaz de dizer não quando eu não quiser fazer certa coisa, então as pessoas vão me ________________.

Se você completou a frase com algum sentimento negativo, preste atenção e veja se consegue decifrar o que está por detrás desse sentimento. Alguém que possa ter colocado em sua cabeça essa idéia, ou algo que você acredita que não deve deixar os outros pensando mal de você ou o porquê da dificuldade em dizer não, etc e etc.

Repita a EFT até não ter mais sentimento negativo algum a respeito.

Comentários