Como eliminar dores usando a EFT

Na verdade, a dor é fabulosa! Pois ela é uma mensagem ao corpo , avisando que algo não está bem. E isso é um bom sinal. Não podemos ignorá-la. Por isso, temos que sempre ouvir o que o corpo fala. E mais, saber perguntar ao corpo o que é que estamos negligenciando nele.

Algo não está funcionando bem no corpo. E isso faz com que nosso sistema imunológico não funcione. Ficamos estressados.

O grande inimigo da saúde ou, em outras palavras, o maior causador de doenças é o estresse. E a dor está intimamente relacionada ao estresse também. Nesses casos, devemos aplicar a EFT para o sentimento de ansiedade ou estresse que esteja causando a dor. E o que acontece então quando alguém sofre um acidente e por causa disso sente muita dor?

Assim como na acupuntura, a EFT também vai trabalhar para calibrar novamente as energias do corpo. Com isso, a dor tende a abaixar ou praticamente sumir. Vamos aplicar a EFT diretamente em relação ao sentimento da dor.

Por exemplo:

Ponto do caratê:

Mesmo que eu tenha essa dor em meu ombro direito, eu me amo e me aceito profunda e completamente.

Mesmo que eu esteja sentindo essa dor, eu me amo e me aceito assim mesmo.

Mesmo que eu tenha essa doença que me causa essa dor, eu me amo e me aceito profunda e completamente.

A rodada será específica para a dor e, enquanto se bate nos pontos, deve-se repetir as palavras essa dor, ou qualquer outra palavra específica que traduza o que você esteja sentindo. Mas atenção: esteja bem sintonizado na dor, e o efeito da EFT será muito mais rápido.

No caso de uma dor que tenha maior fundo emocional, esteja atento(a) para o que surgir em sua mente enquanto se faz a rodada padrão. Qualquer pensamento que aparecer em sua cabeça, não importa quão estranho seja, de um modo geral sempre tem a ver com a doença em si. O pensamento ou mesmo a palavra que surgir, você deverá incorporar na rodada.

Se não surgir pensamento ou palavra alguma, não se preocupe. Continue com as rodadas assim mesmo. Também, é possível tentar voltar à época que começou a dor e tentar se lembrar do que você estava fazendo ou pensando. Talvez haja barreiras em seu inconsciente para não se lembrar desse momento. Mas com a rodada contínua da EFT, os fatos escondidos tendem a surgir rapidamente.

De qualquer maneira, é necessário ser bem franco(a) e aberto(a) consigo mesmo(a). Tente pensar se houve alguma discussão em casa, no trabalho ou com amigos, ou se houve algum sentimento mais forte de remorso, culpa ou ira, ou simples ansiedade. Esteja aberto(a), pois com certeza irá surgir uma causa, por menor que pareça, mas grande o suficiente para causar a dor.

Quando tiver algum pensamento claro, é bom fazer novamente a EFT. Mesmo que pareça não ter nada a ver com a dor em si, insista. Faça a EFT para o sentimento ou palavra que vier á cabeça. Pode muito bem estar aí a causa da dor.

Usando o exemplo da discussão em casa, a EFT então poderia ser assim:

Ponto do caratê:

Mesmo que eu me arrependa de ter discutido e perdido a paciência naquele dia e esteja muito irritado(a) em casa ultimamente, penso que esse sentimento todo está preso em meu ombro direito. Ainda assim, eu me amo e me aceito profunda e completamente.

Pode repetir essa frase três vezes e depois a rodada normal usando alguma palavra da frase acima.

Outro exemplo é quando algo aconteceu já há um tempo, mas que você vem pensando nele nos últimos tempos apenas. Portanto, a EFT poderia ser assim:

Ponto do caratê:

Mesmo que meu pai tenha falado de maneira tão ríspida comigo quando eu era pequeno(a) e que eu esteja pensando bastante a respeito só agora, e que isso me deixa bastante irritado(a), acredito que isso seja a causa de minha dor. Ainda assim eu me amo e me aceito profunda e completamente.

Lembre-se que às vezes apenas em fazer a rodada sintonizando-se na dor em si já pode haver alívio. Outras vezes, no entanto, é necessário ir mais a fundo e encontrar a emoção por trás da dor. Nunca se sabe quando é um ou outro caso, a não ser quando tentamos.

Mesmo que o alívio da dor não apareça imediatamente, continue fazendo as aplicações de EFT todos os dias. Por exemplo, você pode ter ficado meses reclamando de uma certa situação. Essa carga negativa pode muito bem ser a causa da dor no ombro direito. No entanto, não se pode afirmar que poucas rodadas de EFT irão resolver meses de negatividade. Por isso, persistência nunca é demais. O resultado virá, tenha certeza.

Apenas reitero o ponto de que a EFT pode trazer alívio e assim esconder algum problema físico mais sério. Recomendo sempre a visita a um especialista para se ter certeza da origem do problema.

Comentários