Como emagrecer com a EFT

Você já tentou de tudo para emagrecer?

Existem alguns obstáculos que impedem de perdermos peso. E eles são todos emocionais. Enquanto não trabalharmos nesses bloqueios emocionais, dificilmente teremos sucesso em nossas diferentes tentativas de emagrecer.

A EFT é um ótimo instrumento para romper esses bloqueios e acabar com a vontade forte de comer qualquer coisa a qualquer hora. E o processo é sem qualquer esforço ou grande sacrifício. Tudo em perfeita paz e harmonia. A EFT trabalha no nível de estresse, na tensão e na ansiedade que são a causa da corrida à geladeira mesmo quando não temos fome.

É possível sim perder peso com a EFT e manter o novo corpo. Basta tratar e neutralizar nosso nível de ansiedade e encarar o desejo forte por comer. Não se pode deixar de tratar também as emoções que existem por trás, como sentimentos de rejeição ou vergonha por ser obeso(a)e o receio de que será mais uma nova tentativa inútil, por exemplo.

O primeiro passo é não enfatizar o fato da gordura em si, mas, pelo contrário, imaginar-se no peso ideal. Ou seja, ao invés de se esforçar tanto em perder peso, use o lado positivo e deixe-se sentir no peso ideal para você. Ao invés de ter tantos pensamentos negativos, como a dificuldade em deixar de comer ou a forte probabilidade de ganhar novamente os quilos perdidos, deixe-se levar pelo lado positivo.

Repita a frase: Eu quero perder peso. E veja se você sente alguma resistência. Também, será necessário fazer algumas perguntas para si e deixar que as respostas apareçam naturalmente.

Perguntas como o que eu vou perder se eu emagrecer?, que sentimentos eu estou engolindo junto com a comida? será que eu tenho medo de chegar ao meu peso desejado? ou que sentimentos eu teria se me proibissem de comer?

Além disso, fique sempre atento(a) para as desculpas que irão aparecer. Sempre quando falamos é, mas…, estamos criando desculpas para que não dê certo.

A partir daí, você pode trabalhar em cada aspecto (de acordo com as respostas às perguntas e as desculpas inventadas).

Não esqueça que iremos focar no lado positivo, sempre. Quem tenta emagrecer de qualquer maneira, a vibração está muito focada no problema, e isso não funciona. Uma das razoes de se voltar a ganhar o peso perdido é que não nos sentimos normais com o novo peso. E essa vibração, com a atenção voltada ao peso antigo, cria tamanha desarmonia no corpo que faz com que voltemos ao peso anterior.

Como estão suas vibrações? Você se sente gordo(a)? Você sempre reclama e se sente infeliz por causa da gordura? Você sempre critica o seu corpo? Quantas vezes por dia você se pega desejando ter um corpo diferente? Você acredita que pode perder peso?

Suas respostas às perguntas acima vão mostrar qual sua vibração. Quando usamos a EFT para reduzir essas vibrações negativas, iremos abrir novos campos de oportunidade em nós.

Vamos à prática:

Ponto do Caratê:

Mesmo que eu me sinta gordo(a, escolho me aceitar assim mesmo.

Mesmo que eu tente me aceitar quando na verdade eu me sinto gordo(a) e infeliz por causa disso, eu aceito quem eu sou e respeito meus sentimentos.

Mesmo que eu ainda me sinta gordo(a, está tudo bem. Sei que estou no caminho certo.

Início da seqüência:

Sobrancelha: eu me sinto gordo(a) todos os dias.

Lado do olho: gostaria de saber como é se sentir magro(a).

Embaixo do olho: sinto-me tão gordo(a) e desconfortável.

Embaixo do nariz: quero me sentir magro(a).

Queixo: me dá medo me sentir magro(a).

Clavícula: será que estou preparado(a)?

Embaixo do braço: estou muito acostumado(a) a ser gordo(a).

Topo da cabeça: eu não gosto da minha aparência, mas não acredito que possa mudá-la.

Continuando outra rodada:

Sobrancelha: gostaria de saber como seria me imaginar perdendo peso.

Lado o olho: escolho a possibilidade de ser capaz de me sentir magro(a) antes de ser magro(a) de verdade.

Embaixo do olho: quero saber se eu seria capaz de fingir que sou magro(a) antes de ser magro(a) de verdade.

Embaixo do nariz: estou cansado(a) de me sentir gordo(a).

Queixo: estou cansado(a) de me ver acima do peso.

Clavícula: talvez eu possa mudar minha vibração para me sentir magro(a).

Embaixo do braço: será que estou querendo tentar mesmo?

Topo da cabeça: estou sentindo um pouco de coragem para tentar.

É bom continuar um pouco mais:

Ponto do caratê:

Mesmo que eu ainda me sinta gordo(a), sinto mais esperança agora.

Mesmo que eu me esforce em mostrar o que eu de fato quero e não o que eu não gosto de meu corpo, eu me aceito como eu sou e como eu me sinto.

Mesmo que eu esteja pronto para uma mudança, e desta vez quero fazer diferente, eu me aceito como eu sou e como eu me sinto.

Sobrancelha: eu ainda me sinto gordo(a).

Lado do olho: eu ainda sou gordo(a).

Embaixo do olho: não, eu não sou gordo(a)! E eu não preciso me sentir assim.

Embaixo do nariz: escolho me sentir saudável e forte agora mesmo.

Queixo: escolho me sentir positivo agora.

Clavícula: escolho mudar a vibração sobre o meu corpo.

Embaixo do braço: meu corpo está pronto para uma mudança.

Topo da cabeça: sei que posso fazer isso se mudar minha vibração.

Se você já puder sentir alguma diferença sutil nos sinais que você está vibrando agora, isso já será um grande passo para você vencer a batalha da perda de peso. Depois, quando você tiver trocado sua vibração de “eu sempre fui gordo(a)” para “desta vez vai ser diferente”, aí então você poderá passar para o passo seguinte.

Agora veja os outros aspectos que possam dificultar o seu emagrecimento, como em quais situações você tem dificuldade em se controlar em comer ou qual ansiedade faz com que você quebre suas promessas de dieta, por exemplo.

Também, apenas força de vontade não funciona. Isso dura poucos dias. Mas se você mudar a sua vibração em relação ao seu corpo, isso pode durar para sempre.

E por fim:

Ponto do caratê:

Mesmo que eu ainda queira comer tarde da noite, eu escolho aceitar como estou mais calmo(a) a esse respeito.

Mesmo que eu me preocupe ainda em comer demais quando estou sozinho(a), eu me aceito como eu sou e aceito também esse terrível hábito que eu tenho.

Mesmo que eu não goste de ficar sozinho(a), eu aceito quem eu sou e como eu me sinto.

Sobrancelha: eu como demais quando estou sozinho(a).

Lado do olho: estou cansado(a) de me sentir o(a) pior de todos(as) depois de comer demais.

Embaixo do olho: talvez eu possa mudar minha energia a esse respeito.

Embaixo do nariz: eu posso conseguir me sentir bem sozinho(a).

Queixo: eu tenho a ferramenta certa para fiar tranqüilo.

Clavícula: eu gosto do meu corpo.

Embaixo do braço: eu entendo porque eu estava usando a comida como desculpa.

Topo da cabeça: escolho mudar meu comportamento agora.

Sobrancelha: e se eu ainda não estou pronto(a) para mudar meu comportamento?

Lado do olho: eu me aceito como eu sou, não importa o quê.

Embaixo do olho: talvez eu pudesse mudar minha energia em relação a isso.

Embaixo do nariz: sinto-me muito mais calmo(a) a esse respeito.

Queixo: gosto de saber que eu tenho a possibilidade.

Clavícula: já me sinto mais magro(a), e gosto do meu corpo.

Embaixo do braço: eu aceito o fato de que estive comendo demais para suprir meus sentimentos.

Topo da cabeça: escolho mudar meu comportamento agora.

Lembre-se novamente de se permitir a se sentir magro(a) ao invés de se odiar por estar acima do peso. Permita-se vibrar com expectativas positivas, ao invés de assumir que isso não vai funcionar de novo.

(exemplo tirado do site da Carol Look, uma especialista sobre perda de peso usando a EFT: www.attractingabundance.com)

Comentários