Nesse número

Boletim, fevereiro de 2013

Você recebeu esse Email porque fez uma assinatura para recebê-lo. Se quiser cancelá-lo, acesse o link no final da página.

Se tiver interesse em transformar sua vida, você então chegou no lugar certo… Estou sempre à disposição para responder suas dúvidas e trocar idéias. Não deixem de me escrever por Email. Basta clicar aqui. Também, não custa repetir: Se você… quiser saber mais sobre a técnica da EFT, não estando bem certo(a) de como usá-la, visite o meu site.quiser uma consulta individual comigo, clique aqui para maiores detalhes quiser recomendar essa Newsletter para alguém, clique ? aqui Números antigos? Se você quiser ver os números mais antigos desse boletim, cliqueaqui.  

Artigo Principal

Acabar com as emoções negativas?

Usando a EFT no dia a dia

Eu não tenho tempo

Perguntas e Respostas Práticas

mais alguns trechos de correspondência

Cursos no Brasil

Próximos cursos que darei no Brasil em maio e junho Certifique-se de adicionar eneas@eft-psicologia-energetica.com em sua lista de Emails, para que os próximos números nao corram o risco de serem vistos como spam!
Artigo Principal
Preciso acabar com as emoções negativas?Observe a si mesmo(a) e veja seu sentimento de agora. Está triste? Agitado(a)? Nervoso(a)? Irado(a)? Enfim, não importa qual seja a emoção. O maior problema é que fomos educados culturalmente a rechaçar qualquer sentimento ou emoção que seja considerada negativa ou ruim. Portanto, se estamos tristes, imediatamente nos repreendemos e achamos que temos um problema, porque “precisamos” estar contentes. E assim por diante. E se aceitássemos esse sentimento como algo bom? É isso mesmo, porque é importante para nossa vida passar por isso. Não só mostra sinal de vida como também sinal de que se a emoção aflorou, é porque algo dentro de você precisa ser trabalhado. A emoção é apenas um sintoma. Tentar anulá-la não vai resolver o problema. O segredo da EFT não é livrar-se dos sentimentos. Ao contrário, é aceita-los em nossa vida, e nos aceitar, apesar desses sentimentos. Esses sentimentos existem e têm uma serventia. Eles nada mais são do que um sinal externo de como nós estamos nos relacionando com o mundo e as pessoas em nossa volta. E aí é que está o problema. Observe a si mesmo(a) e veja se suas emoções não são sintomas de um sentimento de defesa ou de uma percepção errada? Quando nos sentimos irritados, é o sentimento de defesa querendo nos proteger de um suposto ataque. Quando estamos frustrados, é porque temos a percepção de que queremos algo melhor. É a velha história de que a grama do vizinho é mais verde. Quando estamos tristes, estamos reconhecendo que nos falta algo importante. Tudo no fundo se resume à suposta interpretação da ilusão. Eu costumo dar o exemplo de dois motoristas que têm compromissos urgentes, mas estão presos em um engarrafamento. Um deles sabe que não tem jeito. Apesar de desagradável, ele aproveita o tempo para ouvir rádio, falar no celular, cantar ou até meditar. O outro, por sua vez, esperneia, grita e está a ponto de um ataque. Nesse caso, há vários itens que possam ter provocado esse estado nervoso. De um modo geral se resume no medo: medo de perder tempo, de perder o compromisso, de ser um motivo para represália futura. Esses tipos de medo existem porque cutucam alguns pontos nevrálgicos de nossa vida. Quando fazemos a EFT, devemos levar em consideração esse quadro. Em primeiro lugar, aceitamos a emoção e nos aceitamos mesmo apesar dela. E depois, vamos a fundo e limpamos aquelas feridas que possam estar provocando essas emoções. E o resultado é a paz. A serenidade de um monge. Ainda duvida? Pois eu aconselho a praticar a EFT e você verá por conta própria. Na EFT nós não buscamos a anulação da emoção, mas alcançamos o equilíbrio. E se a emoção desaparece, é porque ela já cumpriu seu papel e já deu o recado. E se ela ainda não desapareceu, é um sinal de que algo dentro de nós precisa ser trabalhado. A emoção é apenas um sintoma. Eu tenho um vídeo de uma aula virtual onde eu entro em maiores detalhes sobre esse assunto. Se quiserem, dêem uma olhada no youtube. Aqui. <  
Usando a EFT no dia a dia
Eu não tenho tempo Com certeza você já sofreu, ou ainda sofre, a pressão e o estresse do tempo. A não ser que você seja um monge zen vivendo em uma caverna nos Himalaias. O tempo passa e isso cria ansiedade porque parece não dar para cumprir todos os compromissos. Não só o tempo já é curto, como também a própria ansiedade faz com que ele fique mais curto ainda. Uma boa parte do dia passamos no desespero de pensar o quão ocupado estamos e de como vamos conseguir fazer tudo o que temos que fazer. Ou seja, perdemos mais tempo ainda. Se estivéssemos tranquilos, tudo iria fluir muito mais fácil. Esse estresse cria o cansaço físico e o emocional e no final não somos nem produtivos nem tranquilos. Tanto barulho por nada. E se estivéssemos mais equilibrados? Todo o grande problema da falta de tempo se resolveria. Poderia se fazer muito mais em muito menos tempo e energia. E a EFT pode ser o instrumento para se conseguir esse equilíbrio. Aí você vai ver que é capaz, além de ter clareza no caminho e estar focado no que você quer. Tudo começa a se encaixar e a vida fica mais tranquila. Não será preciso fugir para as cavernas nos Himalaias! Segue aqui um breve exercício para nos ajudar a obter esse equilíbrio na correria do dia a dia (se você ainda não conhece o básico de um exercício de EFT, veja nesse site aqui):   Ponto do Caratê: Mesmo que eu tenha tanta coisa para fazer, e eu esteja estressado(a) por isso, sem saber como cumprir tudo, eu aceito as circunstâncias como são e acredito que se eu estiver mais centrado(a) tudo poderá fluir mais fácil. Mesmo que eu tenha tanta coisa para fazer, e eu esteja perdido(a) sem saber por onde começar ou se vou conseguir fazer tudo, procuro me aceitar como eu sou, aceitar as coisas como elas são e entender que um grande caminho se começa com um primeiro passo. Mesmo que eu esteja exausto(a) só de pensar em tudo o que eu tenho que fazer, e o tempo passa rápido demais, prefiro respirar fundo e entender que eu vou conseguir ter tempo suficiente se estiver bem centrado(a) e equilibrado(a). Sobrancelha: Eu não tenho tempo para nada! Lado do olho: Tenho tanta coisa para fazer. Embaixo do olho: Minha cabeça está estourando. Embaixo do nariz: E não dá tempo de fazer nada. Queixo: Tanta pressão em cima de mim. Clavícula: Me sinto cansado(a). Embaixo do braço: Lógico que não vai dar para terminar nada. Topo da cabeça: É muita coisa. Sobrancelha: E se eu respirasse fundo? Lado do olho: E pudesse ver que eu posso fazer tudo a tempo? Embaixo do olho: E se eu começasse uma coisa por vez? Embaixo do nariz: E se cada item que eu terminasse pudesse ser motivo de alegria? Queixo: Seria um prazer poder riscar mais um item da lista. Clavícula: Seria muito melhor do que ficar aqui reclamando. Embaixo do braço: Cansado(a) e frustrado(a). Topo da cabeça: E o tempo iria correr a meu favor.   Sobrancelha: Eu gasto um tempão só reclamando que eu não tenho tempo. Lado do olho: E eu fico preocupado(a) vendo o tempo passando. Embaixo do olho: E se eu começasse a fazer o que tenho que fazer? Embaixo do nariz: O tempo pode passar, mas eu vou no meu ritmo, passo a passo. Queixo: Talvez eu consiga fazer tudo a tempo. Clavícula: E se eu me abrisse a essa possibilidade? Embaixo do braço: Vou conseguir tempo e energia para isso. Topo da cabeça: E eu me deixo ficar numa boa e cheio(a) de prazer.   Agora, respire fundo. Como você se sente? Observe a si mesmo(a), o seu corpo. Continua em ansiedade? Ainda pressionado(a)? Ou se sente mais leve? Observe seus pensamentos agora. Veja se sente a pressão da falta de tempo. É bem provável que você esteja mais tranquilo(a) para começar a fazer o que tem que ser feito. Caso você tenha sentido sua ansiedade aumentar, é sinal que ainda há algo para se trabalhar. Vá fundo e persista. Todo mundo merece estar relaxado, mesmo tendo um monte de coisas para fazer em um tempo que parece cada vez mais curto!      
Perguntas e Respostas Práticas

Alguns trechos de correspondência

  O que tratar com a EFT?     O ideal é focar em cada assunto que se queira tratar. Quando eu digo “focar”, refiro-me a estar sintonizado no assunto. Como? Tente observar: 1) os sentimentos, 2) lembrança de algum incidente relacionado e 3) algum sintoma físico. Você não sabe bem como focar e distinguir os assuntos? O melhor, mesmo, é fazer uma lista de tudo o que incomoda. Isso já é uma disciplina. Seja sério em listar os seus incômodos, e tente não misturar os assuntos. Faça a EFT assunto por assunto e só passe ao problema seguinte quando tiver resolvido o anterior. Faça um pouco por dia, se o problema não ficou resolvido em um dia, repita-o no dia seguinte. É provável que os problemas vão se transformando, à medida que você próprio vai se transformando. Podem aparecer mais problemas, anote-os. Podem desaparecer outros, apague-os. Em uma questão de uns dois meses, você será outra pessoa, e isso é incrível! Veja maiores detalhes em meu site. * * * Disfunções Sexuais no homem Ejaculação Precoce e outras disfunções sexuais estão muito relacionadas à ansiedade. Na adolescência poderia haver a pressão de se fazer tudo rápido. E na idade adulta, a pressão em satisfazer a parceira. Pense nisso: o homem evoluiu milhares de anos tendo o sexo como um ato rápido, para assegurar que ele fosse o pai e continuasse assim a cadeia hereditária. Depois, muitas culturas (a ocidental, por exemplo, até pouco tempo atrás) incentivava o machismo, onde o homem fazia o sexo e não se preocupava muito com o prazer da parceira. Nos últimos 40 anos, o quadro mudou, e o homem se viu numa situação apertada: tem que satisfazer a parceira, tem que ser o macho e ao mesmo tempo o delicado, sensível. Pode acreditar, esse tipo de pressão só ajuda a reforçar o quadro de ser rápido. Mas, lógico, a Ejaculação Precoce pode estar relacionada a diferentes fatores, e o ideal é trabalhar em todos eles. Não sei se você tem apenas uma parceira fixa, ou são várias. Isso também pode ser uma fonte de pressão. Tampouco sei se isso é recente, ou foi sempre assim. Em outras palavras, para se ter um bom resultado, tem-se que analisar muitos fatores. Se você fizer a EFT de maneira genérica, dizendo, por exemplo, “mesmo que eu tenha EP…” o efeito será praticamente nulo. Isso porque EP é apenas um nome de uma situação. Veja o sentimento relacionado, e é muito importante aceitar a situação e aceitar-se apesar disso. No momento que nos pressionamos e nos culpamos por isso, estaremos aumentando o problema, ao invés de solucioná-lo.   * * *   Usar a hipnose para iniciar a EFT       Apesar de alguns praticantes de EFT não concordarem, dizendo que a EFT deve ser feita estritamente da maneira como é, conheço ótimos terapeutas que mesclam suas experiências, com ótimos resultados. Afinal, a própria EFT é uma evolução de varias técnicas. Portanto, se você tem boa experiência com a aplicação da hipnose ericsoniana, aconselho que vá em frente. A EFT, também, não deixa de ser uma semi-hipnose. E é comum no decorrer da aplicação, o cliente acessar as diferentes facetas da emoção que precisam ser liberadas. Chega-se com facilidade à causa da emoção.   * * *   A EFT e a depressão         Se a depressão for leve, a EFT funciona muito bem e rapidamente. Se for um caso de depressão profunda, a EFT pode ajudar, mas não espere um milagre repentino. Pode levar algum tempo, além de que eu sempre aconselho um acompanhamento médico. Enfim, depressão profunda envolve um sentimento de auto estima baixo que provavelmente está preso a muitos fatores antigos. A EFT vai trabalhar em tirar cada um desses fatores. `
Facebook Comments Box
Leave a Reply

Your email address will not be published.Required fields are marked *