Existe um antigo ditado que diz que preocupação é como procurar pulga para se coçar. Na maioria das vezes as razões para a preocupação são insignificantes. Ainda assim, tornamo-nos peritos em nos preocupar com inúmeras coisas. E o mais interessante é que muitas nem chegam a se concretizar. No entanto, quando nos preocupamos com algo que não tem fundamento, criamos ainda assim as condições necessárias para criar o problema. Ou seja, a razão da preocupação em si pode ter sido uma ilusão, mas devido à maneira com reagimos a ela, ela se torna uma grande realidade, com conseqüências bem dolorosas. Preocupações criam barreiras, não nos sentiremos mais fortes e livres para agir como queremos. E o pior, o ato de preocupar-se cria uma vibração negativa que faz com que apenas criemos mais preocupações. Grande parte em vão. Vibrando de maneira errada, você vai ter inúmeras razões para se preocupar. Como eu vou conseguir pagar as contas? Como eu vou resolver esse conflito? Como eu vou curar minha saúde? Estou preocupado com fulano. E por aí vai. Não que a maioria das preocupações não tenha fundamento. Mas mesmo que elas sejam reais, o problema está em como reagimos a elas. Usando o poder da imaginação, criamos sempre o pior. Somos profissionais em nos preocupar. E quando estamos sintonizados nessa vibração negativa, tudo que ouvimos ou presenciamos torna-se outra razão para mais preocupações. Depois, essas preocupações surgem em nosso corpo físico na forma de inúmeras doenças e alergias. Muitas vezes não conseguimos decifrar a causa de certas doenças, pode estar certo que elas vêm das preocupações. Treine a si mesmo: Imagine ficar cinco minutos sem se preocupar. Para alguém que esteja nesse círculo vicioso da preocupação, isso pode ser impossível. Tente pensar onde você foca a sua atenção? Seus pensamentos são progressivos? Construtivos? Otimistas? Pois você não pode ter bom sucesso na vida se a preocupação é seu habito. A EFT é uma prática muito eficaz para acabar com a preocupação. Tente identificar todos os focos de preocupação em você e trabalhe-os um a um com a EFT. Um pouco todos os dias. Após cada rodada de EFT, preste atenção se houve um alívio. Pode ter certeza que se for positivo, você deixará de se preocupar e terá uma visão muito melhor para poder resolver o problema em si. Aqui um exemplo prático: Caratê: Mesmo que eu me preocupe tanto com _____, e eu tenho razoes para isso,ainda assim estou aberto(a) para ficar calmo(a) e confiante, apesar disso parecer agora impossível. Mesmo que eu não tenha como não ficar preocupado(a) com ____, tenho tantas razões para me preocupar, eu estou aberto(a) pra ficar calmo(a) e confiante, mesmo que seja difícil. Mesmo que isso me deixe com tanta ansiedade, estou aberto(a) a ficar calmo() e confiante. Sobrancelha: estou preocupado(a) com isso. Lado do olho: você também deveria estar. Embaixo do olho: todo mundo devia se preocupar com isso. Embaixo do nariz: mas é meu problema. Queixo: eu não tenho que resolver agora? Clavícula: mas eu não posso resolver. Embaixo do braço: acho que tenho que continuar me preocupando. Topo da cabeça: essa preocupação me mata. Sobrancelha: e se eu largasse toda essa preocupação? Lado do olho: Isso seria muito bom. Embaixo do olho: estou aberto(a) a ficar calmo e confiante. Queixo: qual a razão para me preocupar tanto? Clavícula: eu sei o que fazer a partir de agora. Embaixo do braço: essa preocupação tinha fundamento? Topo da cabeça: estou aberto a ficar calmo(a) e saber resolver esse problema. Veja agora como está o nível dessa sua preocupação. Se abaixou, ótimo. Mas continue fazendo até chegar perto do zero. Se agora está anulada, tente identificar outra preocupação, e faca o mesmo procedimento. Aos poucos, você irá vibrar de maneira diferente. Vai começar a ver o problema com outro ângulo. Verá tudo de maneira mais otimista e terá a habilidade de atrair soluções, que antes nunca viriam se estivesse preocupado.  
Facebook Comments Box
Leave a Reply

Your email address will not be published.Required fields are marked *