Um exercício para transformar nossos conceitos negativos em positivos   Você já parou para ouvir sua voz interior? É quase certo que nossas atitudes e estado de espírito sejam reflexos dessa voz, que está ativa 24 horas do dia e nos dita conceitos e estabelece bloqueios. Essa voz interior cria a realidade da vida como a conhecemos. O interessante é que ela está influenciada por tudo o que aprendemos (de bom ou de mau) durante nossa vida. Muitos desses conceitos criam limitações artificiais e nos impedem de alcançarmos o nosso verdadeiro potencial. A ideia do exercício é enumerar alguns desses conceitos e transformá-los através da EFT. Com certeza será uma prática genérica e não é direcionada para romper de vez algum entrave ou problema. Para tal, é melhor fazer a EFT especificamente para cada problema e com persistência. O objetivo desse exercício aqui, no entanto, é ajudar a esclarecer nossos bloqueios, enumerar suas soluções e assim criar uma vibração mais favorável no dia a dia. Ele inclui também um pouco de visualização. Para tanto, sugiro que se faça esse exercício frequentemente, se possível todos os dias. Primeiramente, liste no mínimo cinco conceitos limitantes que estão influenciando sua vida. É bom lista-los em um papel. E ao lado de cada conceito negativo, escreva o que seria uma possibilidade de contrapartida. Por exemplo, suponhamos que sua voz interior diga que você tem dificuldade em se dar bem na vida. Ao lado desse seu conceito negativo, escreva a frase: “eu me dou bem em tudo o que faço na vida”. Outro exemplo seria ficar muito irritado com a esposa. A contrapartida poderia ser: “eu escolho ser amoroso e compreensível com ela” (note que nesse exercício não seremos específicos e não iremos trabalhar as razões do problema. A ideia é apenas começar a modificar as vibrações). Uma vez com a lista em mãos, faremos a seguinte visualização: Pegue cada conceito problema e embrulhe-o em um pacote. Seja rico em detalhes e, como o problema é negativo, a imagem do pacote tende a ser pesada e feia. À medida que for embrulhando esse “problema”, vá colocando-o em um saco. Novamente, por ser de uma natureza negativa, a imagem do saco tende a ser feia, suja, mal cheirosa e pesada. Cada pacote e o saco em si tendem a serem pesados. Primeiro visualize cada conceito de sua voz interior, embrulhe-o e jogue-o no saco. Uma vez com o “saco cheio”, comece a EFT: Ponto do Caratê: Mesmo que carregue esse saco pesado e cheio de problemas, eu ainda assim me aceito como eu sou. Mesmo que eu esteja de “saco cheio”, com tantos conceitos e opiniões negativos de minha voz interior, eu me amo e me aceito como eu sou. Mesmo que eu tenha esse saco pesado e cheio de problemas criados pela minha voz interior, eu me amo e me aceito profunda e completamente.   Sobrancelha: esse meu saco pesado Lado do olho: cheio de problemas Embaixo do olho: estou de “saco cheio” Embaixo do nariz: (liste o conceito N. 1) Embaixo da boca: (idem para o N. 2) Clavícula: (idem para o N. 3) Embaixo do braço: (idem para o N. 4) Em cima da cabeça: (idem para o N. 5) Continue as rodadas da EFT, visualizando esse saco. Comece a reparar se a imagem se modifica e se torna mais leve. Enquanto continua com as rodadas de EFT, comece a visualizar a transformação de cada conceito. Quando antes o conceito era pesado e embrulhado em papel sujo e escuro, veja-o agora de maneira uniforme, leve e belamente embrulhado como se fosse um presente. E comece a falar as seguintes frases enquanto continua a EFT: Sobrancelha: Cada pacote agora se tornou leve e bem embrulhado, como um presente. Lado do olho: E eu vejo o saco brilhante e bonito, e agora está leve. Embaixo do olho: Eu posso carregar tranquilamente esse saco. Embaixo do nariz: (liste a contrapartida para o conceito N. 1) Embaixo da boca: (idem para o N. 2) Clavícula: (idem para o N. 3) Embaixo do braço: (idem para o N. 4) Em cima da cabeça: (idem para o N. 5) E só termine a rodada da EFT quando de fato sentir os pacotes leves e o saco leve e agradável, que você possa carregar facilmente. Sucesso em sua transformação!
Facebook Comments Box
Leave a Reply

Your email address will not be published.Required fields are marked *