Mais um final de ano se aproxima. Momento de reflexão e reorganização da rota para o ano que vem. No entanto, é momento também de enorme estresse, não só pelas festas e compromissos sociais que se acumulam, como também pela aflição em ver tantas coisas penduradas, deixadas de lado, a fazer e por fazer. Apesar desse conflito interior e frustração em talvez passar mais um ano sem ter experimentado a “mudança”, que tal se você pudesse refletir o lado positivo? O Natal é uma ótima época para a reflexão e gratidão! Deixe um pouco de lado o negativo: o que deu ou ainda dá errado, o que frustra e o que precisa ser mudado. Existe um outro lado da moeda, o lado positivo. Quantas situações positivas você pode contabilizar como bênçãos na vida? Talvez no estado de desespero, você não consiga dar valor a tudo isso. E aí poderia pensar, quais seriam os motivos para festejar a data? Mas, como eu sempre repito, um grande caminho sempre começa com o primeiro passo. E para isso, é mais do que válido começar a agradecer pelo lado bom da vida. Mesmo que agora ele possa estar um pouco obscuro para você. Se você começar o exercício de ver à sua volta o quanto tem a agradecer, a vibração toda muda, e quando você se dá conta, sua vida muda. Repare na beleza à sua volta, no ar que se pode respirar, na natureza, no sabor da água, nas pessoas queridas, na liberdade do ser… OK, OK, você pode nesse momento argumentar que o ar que respira está poluído, que a natureza está ameaçada, que você está em conflito com esta ou aquela pessoa, que se sente preso(a), e assim por diante. Mas dê uma chance para você mesmo(a) neste final de ano! Para quem quer ganhar dinheiro (ou seja, para quem está desesperado e não tem dinheiro algum), eu sempre dou o exercício para começar a vibrar bem, mesmo com o pouco que se tem, mesmo que sejam dez centavos! Ou você vibra negativamente o quanto que você não tem, ou começa a vibrar positivamente os dez centavos que se tem. Para o inconsciente, o importante não são as cifras nem a quantidade, mas sim a vibração. E no momento que sua vibração muda, tudo começa a fluir em seu favor. Voltando aos problemas da sua vida em geral, se você vibra positivamente nem que seja pelas coisas e causas pequenas, você começa então a mudar sua vida. Faça uma lista de tudo o que você poderia estar grato(a) neste momento, não importa se isso pareça pequeno ou insignificante. No momento que você trocar o foco, saindo do desesperador de não ter ou ser para o agradecimento de ter ou ser, você então começará a exercitar os neurônios que ativam a felicidade. É como exercitar os músculos, eles ficam maiores e mais fortes. E da mesma forma, a felicidade e o bem estar ficarão mais fortes e maiores. Mais do que isso, por que não cultivar sempre esse estado de gratidão? Estamos sempre acostumados aos altos e baixos da vida: certos momentos estamos felizes, outros, agitados e desesperados. O espírito de gratidão independe das incentivos externos. E essa é a regra número um da EFT: “apesar deste (problema), eu me amo e me aceito como eu sou, profunda e completamente.” Esse estado de espírito é como um hábito, que se desenvolve. E no momento que se enraíza, essa gratidão torna-se o seu estado de ser, e deixa de ser apenas um objetivo a lograr. E, com certeza, todas as picuinhas, desesperos e aflições do que não se conseguiu fazer durante esse ano que se passou tornam-se insignificantes e fáceis de serem superados. Fácil falar. Certo? E na prática, como eu posso superar isso? Pois é nesse momento que entra a EFT: uma ótima ferramenta para romper essas vibrações negativas, ver a ilusão e começar a ser grato(a) pela vida.   Vale aqui um exercício prático que eu demonstro em um vídeo: Clique aqui para ir ao vídeo no youtube.   Desejo a todos um ótimo final de ano, natal mais do que feliz, muita paz e um novo ano de muito bom humor!
Leave a Reply

Your email address will not be published.Required fields are marked *