Tenho um problema, e agora? A grande preocupação é se livrar do problema, mas isso só vai atiça-lo ainda mais. A perfeição está no equilíbrio, pois o problema é apenas o outro lado da mesma moeda: você!   A EFT é tida como uma técnica terapêutica e, portanto, as pessoas a buscam como uma maneira de resolver ou pelo menos amenizar seus problemas. Nada de errado nisso. Assim como tantas outras técnicas, a EFT cumpre muito bem esse papel e, particularmente, recebo inúmeros relatos de pessoas agradecidas com a EFT pela sensível melhora ou até mudança em suas vidas. O que há de errado, então? Talvez seja a maneira como se encara ou até como se dá nomes a esses problemas. Afinal, um problema só é um problema de acordo com o peso dado a ele, segundo valores e crenças. O problema não é o que aconteceu de fato, mas sim o que se pensa sobre ele e o medo das consequências que se crê que ele possa acarretar. Você já parou para pensar que, devido a tantos problemas na vida (e quem não tem?), você passa boa parte do seu tempo se preocupando apenas em como resolvê-los? E essa preocupação mata! Quando você quer resolver um problema com a ideia simplória de eliminá-lo, você irá somente receber a reação contrária. O problema vai continuar e você vai ficar cada vez mais paralisado com medo de encará-lo. É um grande círculo vicioso: 1) eu tenho um problema e quero me livrar dele; 2) mas ele parece grande, tenho medo; 3) prefiro ficar na minha; e 4) mas aí o problema continua, então eu preciso me livrar dele (volta então para o número um). Dá para entender o círculo vicioso em que você se meteu? E é essa a grande prisão: a enorme ansiedade em querer resolver algo. Mas talvez seja necessário ter uma ideia mais clara do que é o problema. E para isso nada melhor do que entender o conceito da dualidade. O problema é parte de si próprio, do ser. Ele é apenas o outro lado da moeda, e o ideal é ver a moeda como um todo. Na visão da dualidade, a tendência é negar o lado mais sombrio: por exemplo, eu quero me sentir bem e por isso rechaço totalmente quando me sinto mal. Mas que tal ver o bem e o mal como lados da mesma moeda? Usamos a EFT, ou tapping, para buscar o equilíbrio e consequentemente resolver o problema. O interessante nisso é que o conceito é aceitar, sem criar resistência. A frase básica da EFT é: mesmo que eu tenha esse (problema…), eu me aceito profundamente.” O momento que você quer se ver “livre” do problema, imediatamente haverá uma reação ao contrário, impedindo. Digamos que você tenha um sentimento de raiva contra alguém, o processo da EFT fará com que você equilibre as energias e veja a questão de outro ângulo. Você não vai contra o sentimento de raiva, você se aceita apesar desta raiva, e chega então ao equilíbrio. O que adianta ir contra a correnteza? A energia tem que fluir, e assim tudo acontece de maneira pacífica. Não dá para negar a dualidade, pois esse lado “feio” nada mais é do que o lado oposto do “bonito”, na mesma moeda. Um outro exemplo: digamos que você se sinta triste: não adianta querer tirar a tristeza, mas sim deixa-la fluir em você, pois a tristeza é o lado oposto da felicidade. Em nossa cultura atual busca-se freneticamente apenas o lado positivo, e se esquece que essa força artificial só é contra producente. Isso só fará o lado oposto, ou seja, a tristeza, ficar mais forte. Se você deixar a energia fluir, você naturalmente estará no equilíbrio e a tristeza não perturbará mais. Não se pode negar nada, nem mesmo a tristeza, pois cada coisa, ou melhor, cada sentimento, tem o seu lugar, e pertence juntamente ao outro oposto. Isso não quer dizer que você queira a tristeza, por exemplo. Mas se você se sente triste, é porque existe uma parte em você que está energeticamente bloqueada, impedindo que o equilíbrio flua livremente em você. E a EFT é uma técnica ótima para equilibrar essas emoções. Parece mágica, mas dando essas leves batidas em pontos energéticos, ao mesmo tempo em que se foca na emoção desequilibrada, chega-se à paz. É a sensação de alegria, liberdade, clareza. E quando a vida flui dessa maneira, o resultado é saúde, felicidade, paz e, sobretudo, muito bom humor.  
Facebook Comments Box
Leave a Reply

Your email address will not be published.Required fields are marked *