Usando a EFT no dia a dia

Vamos agradecer ao problema!
  Será possível sentir-se grato(a) quando se tem um problema? Em minhas práticas de EFT, tenho usado muito essa abordagem, tanto para mim quanto para outros pacientes. Muitos se assustam, achando incongruente agradecer àquele mesmo problema que se quer anular. Mas os resultados têm sido muito bons. Parte-se da ideia de que, em algum momento de seu passado, todos os problemas que você possa ter agora serviram como solução a um problema anterior. Lógico que tudo isso funciona no nível do inconsciente. Digamos que você tenha se boicotado não querendo dinheiro (caso não entenda como ocorrem as crenças limitantes e os ganhos secundários, eu dou uma breve explicação em meu manual, aqui). Esse boicote aconteceu porque você considerava, na época, que dinheiro iria causar inveja em outras pessoas e atrapalhar sua vida.  Esse boicote ao dinheiro serviu a um propósito. No entanto, ele agora se tornou um problema, pois você quer, e precisa, começar a ganhar dinheiro. Outro exemplo: Você tem aversão ao ambiente de seu trabalho e desenvolve uma doença crônica, que o(a) faz conseguir uma licença para não ir trabalhar. Essa doença serviu a um propósito (evitar o trabalho!), mas agora você tem um novo problema, pois não quer continuar doente! Portanto, esses aparentes problemas surgiram de uma parte de você, que agiu assim para solucionar problemas anteriores. No fundo, essa parte de seu ser ainda quer ajudá-lo(a), mantendo essa suposta “solução”. É incongruente, portanto, tentar se livrar do problema, uma vez que ele ainda está servindo a um propósito. Seria muito mais efetivo aceitá-lo e conseguir contorná-lo. Assim, seria muito melhor se você pudesse agradecer ao problema pela sua boa intenção no passado e agora pedir para que ele agisse diferente. As  frases de EFT seriam mais ou menos assim (eu usei o termo genérico “esse problema”, que deve ser mudado de acordo com a sua realidade): Ponto do Caratê: Mesmo que eu tenha esse problema, eu ainda assim me amo e me aceito como eu sou. Mesmo que uma parte dentro de mim escolheu ter esse problema para que eu me livrasse de outro problema anterior, eu ainda assim aceito essa parte e todo o meu ser, como eu sou. Mesmo que esse problema ainda exista dentro de mim, eu agradeço a sua intenção e eu me aceito profunda e completamente. Sequência: Sobrancelha: Gostaria de agradecer à parte de meu ser que tem mantido esse problema. Lado do olho: Ele me serviu a um propósito específico, em certo momento de minha vida. Embaixo do olho: E eu sei que foi para o meu bem, apesar de ainda não entender direito. Embaixo do nariz: Mas agora eu quero que essa parte de meu ser saiba que eu não preciso mais desse problema. Queixo: O que antes era uma solução, tornou-se um grande problema para mim agora. Clavícula: Eu agradeço a sua intenção original. Eu sei que antes parte de mim achou que isso seria uma solução. Embaixo do braço: Além de agradecer, eu gostaria de pedir uma nova solução agora. Em cima da cabeça: Eu gostaria de pedir uma nova maneira, mais positiva, de ajudar-me agora.     Sobrancelha: Eu gostaria de dizer que a intenção original era me ajudar, mas agora eu procuro uma nova solução. Lado do olho: Uma parte de meu ser criou esse problema para me ajudar e eu agradeço a intenção. Embaixo do olho: E eu espero que essa mesma parte de meu ser me ajude agora a encontrar uma solução melhor. Embaixo do nariz: Eu agradeço o problema, que é parte de mim. Queixo: Sei que foi para o meu bem, no passado, mas agora a situação é outra. Clavícula: Eu gostaria agora de uma nova solução, mais positiva. Embaixo do braço: Sem esses efeitos colaterais negativos. Em cima da cabeça: Eu poderia ajustar esse problema agora, e torná-lo uma solução.     Sobrancelha: Esse problema era para me ajudar antigamente. Lado do olho: Mas agora eu entendi que pode ser de outro jeito. Embaixo do olho: Eu já amadureci e aquilo que antes era uma aparente solução virou um problema. Embaixo do nariz: Seria bom um ajuste. Queixo: Mais uma vez, eu agradeço a serventia. Clavícula: Mas eu quero deixar claro que agora eu amadureci e aquilo que era uma aparente solução virou um novo problema. Embaixo do braço: Essa parte de meu ser pode me ajudar novamente, criando uma solução mais positiva. Em cima da cabeça: Eu agradeço.   Minha experiência é que, agindo assim, cria-se uma abertura para uma solução ao problema atual (aquele que antes serviu para um propósito). Experimente deixar de lado as resistências e a ansiedade por resolver o seu problema imediatamente, usando essa abordagem de agradecer ao problema. Você verá que, sem a resistência, o problema tende a se dissolver bem mais rápido.  
Facebook Comments Box
Leave a Reply

Your email address will not be published.Required fields are marked *