A EFT no dia a dia

Vamos ver o lado bom em tudo Assim como uma moeda tem seus dois lados, tudo o que nos acontece na vida também tem o seu lado bom, apesar de muitas vezes parecer diferente. Não que a gente queira fechar os olhos para a dor, ressentimento, frustração, etc. e baixar a cabeça sem protestar. Mas ajuda muito ver que sempre há algo de positivo mesmo nas coisas ruins da vida. Quando algo de ruim acontece, dificilmente conseguimos ver na hora o que dá para aprender de bom com isso. Mas o lado positivo existe. Se não o vemos é porque estamos ainda meio cegos por causa dos sentimentos negativos. Se fizermos um exercício de EFT para isso, podemos mudar a vibração. Como resultado, ficamos mais tranquilos e podemos então enxergar o outro lado e aprender com isso. Assim, crescemos e nos iluminamos. Quando a gente muda a vibração, a vida muda! Eis um exercício básico para ajudar nessa mudança. Ele é genérico e, por isso, aconselho a mudarem as palavras para se encaixar mais de acordo com sua realidade. Mas é sempre proveitoso.   Ponto do caratê: Mesmo que eu sempre sofra com o que dá errado na minha vida e não tenha o costume de ver o lado bom que eu possa tirar disso, eu ainda assim me amo e me aceito profunda e completamente.   Rodada: Sobrancelha: Eu nunca olho o lado bom quando algo de ruim acontece. Lado o olho: Lógico, não tá claro para mim. Como eu posso aprender com os problemas? Embaixo do olho: Mas na verdade eu estou só olhando o lado ruim. Nariz: E assim eu me sinto muito mal. Queixo: Eu fico tomado pelos sentimentos ruins. Clavícula: E aí fica muito difícil olhar o lado bom. Embaixo do braço: Mas esse lado também existe e é para meu aprendizado. Em cima da cabeça: Puxa! Quanto será que eu já deixei de aprender?   Depois de algumas rodadas, quando estiver mais calmo(a), passe para as frases positivas: Sobrancelha: Eu quero agora olhar o lado bom também. Lado o olho: Eu quero que seja fácil para eu aprender a lição. Embaixo do olho: Eu escolho me inspirar com essa lição. Nariz: Mesmo que possa parecer ruim, sempre tem uma boa lição. Queixo: Eu sei que preciso estar atento para aprender a lição. Clavícula: Eu escolho me inspirar com os acontecimentos da vida. Embaixo do braço: E aceitar de braços abertos o que vem para mim. Em cima da cabeça: Eu escolho achar sempre o lado bom de tudo o que acontece no meu dia.
Facebook Comments Box
Leave a Reply

Your email address will not be published.Required fields are marked *