Creio que todos reconhecem a importância de ser grato e reconhecer uma ajuda alheia. Por que, então, mais um exercício para a gratidão?

No entanto, ao mesmo tempo em que podemos ser gratos por algo acontecido ou por uma mão estendida, sempre pode haver uma voz interna ainda se queixando. E com a frase de frustração, de que poderia ser melhor!

Não deixa de ser uma grande armadilha: ao mesmo tempo em que estamos gratos por alguma coisa, podemos muito bem estarmos frustrados por outra. Talvez a melhor palavra para esse sentimento seria estarmos incompletos. Sentimo-nos incompletos em nossas vidas.

No fundo, o que pode estar a vibrar na cabeça é que, ao mesmo tempo em que agradecemos, ainda estamos a nos queixar quase que imperceptivelmente, de que, nos falta algo. Por exemplo, eu quero melhor relacionamento, melhor saúde, melhor situação financeira.

Nada contra em querer melhorar a vida. O problema está na vibração da frustração. Em outras palavras, o que está vibrando por dentro? Vibra que apesar de eu agradecer, eu ainda me sinto incompleto e por isso estou mal.

O exercício da gratidão deve ir muito além da simples gratidão. Eu costumo chamar de exercício da apreciação. Para que possamos apreciar a vida de fato. Em todos os seus momentos.

Você pode estar com problemas de saúde, de relacionamento ou até de dinheiro, ainda assim, a saída é apreciar o lado bom. Repare bem na diferença: ao invés de vibrar o desejo de se livrar de um problema, você deve apreciar a solução!

Ou seja, mesmo que eu ainda passe por alguns problemas, eu aprecio o lado bom. Digamos que eu tenha um problema de saúde, eu ainda assim aprecio a boa saúde de um modo geral.

No momento em que você apreciar, ou vibrar com perfeita gratidão, o resultado virá para você. O importante é vibrar o espírito de apreciação.

E o exercício de EFT de hoje é para nos ajudar nesse caminho. Convido você a fazer esse exercício junto comigo.

Comentários