O Caminho para a Cura 4 – Aceitar o Problema

O Caminho para a Cura 4 – Aceitar o Problema
Este já é o quarto artigo consecutivo onde falo sobre o tema da cura. Ou, como eu gosto de deixar mais claro, a cura no sentido de solução para o que nos aflige. Nós já abordamos os três primeiros passos, que seriam: 1) ter o controle da situação, 2) sentir-se em segurança e 3) ter uma visão positiva. E hoje eu gostaria de falar sobre um ponto essencial para superar obstáculos e que na maioria das vezes deixamos de lado. É sobre aceitar a situação, mesmo que seja negativa. É isso mesmo: aceitar que há algo de errado comigo! Você consegue olhar para o seu problema e dizer OK, tudo bem? Essa seria a melhor maneira de mostrar aceitação. É bem provável que venha logo à cabeça a ideia de que não se pode aceitar, porque isso é o mesmo que se render, jogar toalha, se entregar, desistir. Não é nesse sentido. Aceitar não é se resignar. Quando falo em aceitação, me refiro ao contrário da negação. A tendência natural é negar, querer se ver livre. Mas, como diz o ditado, o que você insiste em negar, persiste. Por isso, o que se deve fazer é arregaçar as mangas e ir ao trabalho. E qual é o trabalho? OK, eu tenho um problema e agora vou buscar a solução. Isso é uma estratégia, de não ser dominado emocionalmente e paralisar frente ao obstáculo, mas mostrar que você tem equilíbrio e desapego suficientes para conseguir resolver a questão. Aceitar é o primeiro passo para depois trabalhar numa solução. Não se fala comumente que o homem propõe, e Deus dispõe? Portanto, está na hora de propor o seu caminho. Eu tenho um problema? OK, eu tenho. E eu não vou ficar paralisado por causa disso. Eu vou é me levantar e lutar. Eu sou muito mais do que o problema, e não posso me deixar levar por isso. Portanto, o que eu vou fazer para mudar minha vida? Se eu não consigo, é porque estou paralisado pelo medo. E é nesse momento que é essencial ter confiança e fé. Pois você vai precisar de persistência e perseverança: e logo obtém o resultado. Você pode até achar que não está progredindo. Mas trabalhe para resolver seu problema e, depois de um tempo, você olha para trás e percebe o quanto já caminhou. A ação prova a sua fé. O quanto você acredita na transformação? Se houver confiança, você chega lá. E para ajudar nesse caminho, nada melhor do que um exercício de EFT (Acupuntura Emocional), para deixar de lado a resistência e começar a cultivar a entrega e a aceitação. Veja nesse vídeo aqui…    
Facebook Comments Box
Related Posts
Leave a Reply

Your email address will not be published.Required fields are marked *